Compressores Odontológicos

Os compressores odontológicos são equipamentos desenvolvidos para gerar ar comprimido e abastecer o sistema pneumático do equipamento odontológicos.

Devem ser instalado em ambiente limpo, seco e ventilado, com rede elétrica independente, visando o melhor aproveitamento do equipamento. A instalação da linha de ar, se possível, deve ficar ascentente, pois o ar em aclive evita subida de água do ar, assim fica mais fácil a manutenção e o dreno de água do sistema.

Cuidados com os procedimentos na instalação:

- Verificar tensão elétrica.

- Efetuar regularmente a limpeza, pois é necessária a pureza de ar. Verificar validade do reservatório de ar, pois tal parte sofre pressão e sua vida útil tem validade. Respeite sempre o manual do fabricante.

- Verificar torneiras e conexões

- Verificar vazamentos.

- Verificar pressão do pressostato (caixa pequena ao lado do motor elétrico do compressor, que liga e desliga automaticamente quando completa ar no reservatório).

- Verificar válvula de segurança (libera o ar excessivo).

- Drenas no mínimo três vezes por semana.

- Não é necessário esgotar todo o ar do reservatório a cada drenagem, retirar somente o jato de água na saída do dreno e fechar.

- Verificar filtros de ar, tanto de admissão, como de saída. O filtro faz a separação da água no ar.

- Na odontologia, procurar adquirir compressor isento de óleo, mas no caso de compressor lubrificado, verificar nível de óleos, e se está vencido.

- Verificar a correia se está frouxa ou muito justa.

- Proceder à troca de óleo na data indicada pelos fabricantes.

- Verificar nível de ruído.

- No procedimento de manutenção, faz-se necessário o acompanhamento de um profissional especializado.